Gosta de Glee? Join!
 
InícioInício  PortalPortal  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 [Fanfic] Quick

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
DivaQuinn

avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 27/11/2010
Idade : 22

MensagemAssunto: [Fanfic] Quick   Sex Dez 10, 2010 12:36 pm

Bem, essa é a minha primeira fic, não deve estar lá aquelas coisa, mas eu estou escrevendo porque gosto! (:
O capítulo 1 está com os fatos em ordem diferente do episódio JOURNEY por uma escolha minha.
Então, leiam e me digam o que acharam!

Capítulo 1 - Mash-up: Hospital / Regional

_ Você me ama? - Quinn alternava seu olhar entre o bebê e o garoto (que se comportara desde o começo da gravidez da garota como um homem) ao seu lado.
_ Sim, especialmente agora. - Puck sorriu. Foi um sorriso sincero, e foi a resposta que Quinn realmente esperava ouvir. Ela abaixou a cabeça, sorriu junto com o garoto, sabendo que ele fitava-a, ainda com o lindo sorriso no rosto, aquele que ela tanto amava.

O garoto ficou ao lado de Quinn durante toda a gravidez. Mas apesar de algumas crises envolvendo infidelidade, Santana e sexo, sabia que a única pessoa que o faria bem e o ajudaria a mudar seria a mãe de seu bebê. Puck provou para Quinn que a queria ao seu lado quando cantou "Beth", e disse que queria que esse fosse o nome da filha deles.

Os dois foram até a sala de espera. Mercedes deu um forte abraço em Quinn, que chorava. Não sabia por que motivo, mas tinha medo de estar errando ao dar a filha para adoção. Todo o New Directions estava lá, para apoiar Quinn e Puck.

Ao verem que Quinn estava bem, e que Beth nascera saudável, se despediram da garota (apesar da vontade de continuar ali) e voltaram ao teatro para o resultado das Regionais. Haviam feito um medley com músicas do Journey, e ficaram sabendo que seu maior rival, o Vocal Adrenaline, teria apresentado Bohemian Rhapsody, do Queen.

Quinn ficou sozinha no hospital, ainda precisava ficar de repouso por um tempo. Chorava, e chorava. Não sabia se era devido à filha sendo posta a adoção, ou à declaração de Noah. Foi até o banheiro, lavou o rosto.
_ Você é uma mulher forte e poderosa, você está chorando por causa dos hormônios. Não vou ficar com Beth, não tenho como cuidar dela, e provavelmente Puck deve dizer isso para cada menina com quem ele dorme. - olhou fixamente no espelho - Puck não me ama.
Mas ela sabia que amava Puck. Voltou a se deitar, voltou a chorar.

Chegando no teatro, o New Directions já estava se posicionando no palco para o resultado. Sue Sylvester anunciaria o campeão. Em segundo lugar ficou o grupo "extra", aquele ao qual ninguém deu atenção. Os rivais agora disputavam primeiro e terceiro lugares. E com isso Sue começou a anunciar o campeão…
_ E agora, o vencedor do Campeonato Regional de Corais de 2010… - silêncio. Sue puxa o papel com o resultado de dentro do envelope. - Vocal Adrenaline!
Decepção, choro, era o que se via ao lado do New Directions. Jesse olhou para Rachel, e foi comemorar com seus colegas. Ela ficou arrasada.

Antes de ir embora do hospital, Quinn foi ver Beth. O bebê parecia estar sorrindo.
_ Acredite, vai ser melhor se você for adotada. Alguma família que não possa ter um bebê vai cuidar melhor de você do que eu cuidaria - uma lágrima escorreu, e rapidamente foi enxugada. - Sim, vai ser melhor para todos.
_ Ela é linda. Tem um nome? - Quinn olhou assustada para o lado. Era Shelby, treinadora do Vocal Adrenaline. - Sabe, ela se parece com você.
_ Ela se chama… Beth. - ao dizer isso, automaticamente sorriu, pensando no momento em que Puck pediu para dar este nome à filha.
_ Lindo. Eu gosto desse nome. - a mulher sorri para o bebê, e se retira do local.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.twitter.com/DivaQuinn
againstmusic
Cheerio
avatar

Mensagens : 441
Data de inscrição : 01/12/2010
Idade : 19
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   Sex Dez 10, 2010 4:02 pm

tá super legal



continua (:
Voltar ao Topo Ir em baixo
DivaQuinn

avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 27/11/2010
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   Sex Dez 10, 2010 6:50 pm

Capítulo 2 - Solo: O último dia de aula

Era uma sexta-feira ensolarada, uma brisa fresca soprava e diminuía o calor de Ohio. Quinn estava cansada de ter que ir no colégio após dar à luz, a gravidez havia acabado com as energias dela e sentia que precisava descansar. Olhou para Brittany e Santana, usavam o uniforme das Cheerios. Sentia falta daquilo, mas nada se comparava ao jeito que ela se sentia no Glee Club. Gostavam dela pelo que ela realmente era, e a garota sabia disso. Tinha feito uma grande amiga verdadeira, Mercedes esteve ao seu lado quando mais precisava e a ajudou, acolhendo-a em sua casa quando Quinn fora expulsa por seus pais.

Mr. Schue entrou na sala, e já estava começando a falar quando foi interrompido. Milagrosamente, não era Rachel.
_ Posso falar antes, Mr. Schue? - Puck o interrompera. Como esse era um fato novo na história do New Directions, ele deixou o garoto falar o que queria.
_ O que foi, Puck?
_ Eu tenho que apresentar uma música. É importante. - sorriu e virou-se, coincidentemente (ou não) para a direção de Quinn.
Vez ou outra, a garota olhava para ele e pensava no que ele disse no hospital, no dia em que ela teve Beth. "Sim, especialmente agora". Essas palavras rondavam a cabeça dela desde aquele dia.
_ Bom, então apresente para nós! - Mr. Schue gostou da iniciativa do garoto e deu a chance para ele se apresentar.
_ Eu quero deixar bem claro, que eu acredito no que vou cantar.
Todos olharam para Puck, atentos e impressionados. Até que ouviram uma doce voz…
_ Então, cante! - Quinn sorriu e esperava ouvir pela última vez antes das férias a voz de Puck em uma canção. Só desejava que fosse uma música boa e não um rap.
Puck pegou o violão que estava no canto da sala. Sua blusa branca combinada com uma calça jeans sempre fora a combinação preferida de Quinn, e ele sabia disso.
Iniciou, tocando uma música lenta, com uma melodia muito bonita. E começou a cantar.
Olhava fixamente para a única garota com a qual se importava naquele momento, e percebeu que lágrimas desciam pelo rosto da mesma.

Beauty queen of only eighteen, she had some trouble with herself
He was always there to help her, she always belonged to someone else
I drove for miles and miles, and wound up at your door
I've had you so many times but somehow, I want more

I don't mind spending everyday out on your corner in the pouring rain
Look for the girl with the broken smile, ask her if she wants to stay awhile
And she will be loved… And she will be loved

Tap on my window, knock on my door, I want to make you feel beautiful
I know I tend to get so insecure, it doesn't matter anymore
It's not always rainbows and butterflies, it's compromise that move us along
My heart is full and my door's always open, you can come anytime you want"

I don't mind spending everyday out on your corner in the pouring rain
Look for the girl with the broken smile, ask her if she wants to stay awhile
And she will be loved, and she will be loved
And she will be loved, and she will be loved

I know where you hide, alone in your car
Know all of the things that make you who you are
I know that goodbye means nothing at all
Comes back and begs me to catch her every time she falls

Tap on my window, knock on my door, I want to make you feel beautiful


Puck olhou durante toda a música fixamente para os olhos de Quinn. Ele disse acreditava no que estava cantando.
Mercedes segurava a mão de Quinn, viu como a amiga estava. Puck andava na direção da garota, como se estivessem a sós na sala.
Eles se encaravam, e o ambiente ficou estranho para o resto dos colegas. Isso tinha sido uma declaração em forma de música. Não de um modo explícito, mas todos sabiam que era.
O garoto deixou o violão de lado, segurava firmemente nas mãos de Quinn e disse:
_ Eu te amo. E eu acredito no que estou dizendo. - ele sorriu, esperando a resposta.
_ Eu também te amo. E eu acredito em você. - ela sorriu de volta, começando a chorar. Abraçou Puck como nunca tinha feito antes.
Ele segurou o rosto dela, observou. E delicadamente, seus lábios se encontraram, de uma forma tão natural e tão única que nem se importavam com as pessoas dentro da sala.
_ Hm, desculpa interromper… Mas a gente precisa continuar. - Mr. Schue estava sem-graça de atrapalhar o momento, mas ele tinha todo um planejamento para o dia.
_ Tudo bem, Mr. Schue. - Puck sorriu, com o braço envolvendo a garota. - Vamos nos sentar, babe.
A garota riu, e era um riso sincero. Sentaram-se juntos e deixaram Mr. Schue continuar com o dia.
_ Então, agora eu tenho uma apresentação pra vocês! - o professor começou a tocar e cantar uma música para os alunos. Todos pareciam emocionados, mas Quinn e Puck não estavam nem prestando atenção. Para eles, o que importava era aproveitar enquanto estivessem juntos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.twitter.com/DivaQuinn
againstmusic
Cheerio
avatar

Mensagens : 441
Data de inscrição : 01/12/2010
Idade : 19
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   Sab Dez 11, 2010 9:38 pm

Own *-*
Puck super fofo!
Voltar ao Topo Ir em baixo
DivaQuinn

avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 27/11/2010
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   Dom Dez 12, 2010 2:38 pm

Capítulo 3 - Solo: Primeiro dia de aula

Durante as férias inteiras, Santana procurou notícias sobre o relacionamento de Puck e Quinn, mas nada de conseguir conversar com eles nem de descobrir como estavam. Mercedes fora a única que esteve com Quinn, pelo fato de que ainda estavam morando juntas, e era a única que sabia o que estava acontecendo.
Era uma segunda-feira comum, como toda segunda-feira de início de aulas. Mas alguma coisa estava muito diferente.
_ Hey, Mercedes. Como o "casal do momento" está? - Santana perguntou com seu tom sarcástico já conhecido por todo o colégio.
_ Desculpa, não vou conversar com você. - Mercedes virou as costas, e saiu, sem olhar pra trás.
_ Tem alguma coisa muito errada aí. - Santana olhou para Brittany e as duas foram para o treino das Cheerios.

Puck procurava por Quinn no colégio. Estava sem ver a garota fazia quase uma semana, desde o dia em que brigaram e ela saiu da casa dele chorando, jurando a si mesma que não voltaria atrás e não tentaria de novo ter algo com ele. Desligara celular, telefone e permanecera em um estado incomunicável, estando disponível somente para conversar com Mercedes.
No momento em que entrou na sala do Glee Club e viu Quinn sentada, olhando para baixo e com o rosto inchado, sentou-se ao lado dela e começou a falar.
_ Quinny, conversa comigo. - ele parecia arrependido de algo.
_ Desculpa, eu não posso. Minha cabeça tá cheia de coisas, e eu não sei se aguento agora. - Quinn virou-se de costas para ele, enxugando os olhos e fingindo que nada estava acontecendo.
_ Eu estou falando sério. Não queria que você ficasse mal, eu não falei nada pensando. Você sabe que eu posso ser estúpido as vezes. - Puck passou a mão na cabeça e olhava preocupado para a garota.
_ É, Noah, estúpido ao ponto de achar que eu não descobriria que você dormiu com a Santana no começo das férias. Estúpido ao ponto de achar que eu iria te trair com o Jesse e me chamar de vadia, por uma coisa que nem fiz! - Quinn voltou a olhar para ele. - Eu nunca faria isso com você, e não sei porque você fez isso comigo.
A garota chorava nervosamente agora, e não sabia o que fazer. A verdade é que Jesse (sim, o líder do Vocal Adrenaline que também era muito bonito) tentara ter algo com ela durante as férias, chegaram a ficar muito amigos, mas Quinn se manteve fiel a Puck.
_ Me desculpa, Quinny. Eu te amo, eu não vou fazer isso de novo. Me perdoa. - parecia que ele estava a ponto de chorar, desesperado para ter Quinn como propriedade dele.
_ Você vai ter que me dar um tempo. - ela olhou fixamente nos olhos dele. - Eu posso até te perdoar, mas se eu ficar sabendo de você com qualquer uma, não te perdoo nunca.
_ Então, tudo bem. - Puck disse, sorrindo de orelha a orelha. - Hoje, Breadstix, 8 horas. Eu te pego na casa da Mercedes.
_ Não, Puck. Eu tô pedindo um tempo. - ela estava séria, não parecia que ia mudar de idéia.
O garoto ficou em choque, parado e com o olhar perdido, não esperava por isso. Realmente achava que ela iria perdoa-lo. Ele levantou sem abrir a boca, admirou Quinn por um momento, virou as costas e saiu. E nesse momento ele se deu conta do quanto estava apaixonado por ela.

_ Meu. Deus. Puck e Quinn terminaram! - Santana saiu de um dos cantos da sala e olhou incrédula para Brittany. O casal estava tão concentrado no problema, que nem viram que as duas cheerios os espiavam.
_ Eu só ouvi eles dizerem que deram um tempo. - Brittany disse, pensando e tentando lembrar de um momento onde teria ouvido a palavra "término".
_ Brit, eles deram um tempo mesmo. Mas ela não vai querer voltar com ele. - Santana sorriu maliciosamente. - E eu vou garantir isso.
As duas saíram da sala com os braços entrelaçados, ainda comentando sobre o ocorrido.

Já estava no fim da tarde, quando Quinn foi chamada na aula de História.
_ Srta. Fabray, uma senhora que conversar na secretaria.
A garota levantou, e disparou em direção a secretaria. Não gostava de aulas de História e faria qualquer coisa pra fugir.
Quando entrou na secretaria, viu Shelby. A treinadora do Vocal Adrenaline, que fora visitar Beth no hospital. E ela estava ali para conversar com Quinn.
_ Então… É… Oi, Shelby. Você quer conversar comigo? - Quinn estava estranhando aquilo, era algo muito estranho. Mordia o lábio de nervoso, e pensava nos diversos assuntos que a mulher poderia querer tratar com ela.
_ Boa tarde, Quinn. E sim, quero conversar com você… - Shelby fez um sinal para que a menina sentasse ao seu lado, e parecia bem segura.
_ Sobre o quê? Não acho que nós temos muito para conversar. - a cabeça de Quinn estava cheia, e ela não pretendia arranjar mais um peso em suas costas.
_ É sobre a minha vida. E também sobre a sua, em parte. - a mulher parou, respirou e olhou para Quinn. - Eu saí do Vocal Adrenaline. Não aguentava mais aquela vida dedicada somente ao trabalho, nem era uma vida e…
_ E por que você está me falando isso? - Quinn interrompeu, erguendo uma sobrancelha e encarando Shelby.
_ Eu adotei sua filha.
Nesse momento, Quinn ficou em choque, estática, e sentiu uma mistura de felicidade, com tristeza. Felicidade, pois ela sabia com quem sua filha estava, e sabia que era alguém que cuidaria bem dela. Tristeza, pelo simples motivo de pensar que Beth poderia estar com ela ainda.
_ De novo, por que razão você está me falando isso? - ela estava começando a ficar tensa.
_ Porque eu não quero que você cometa o mesmo erro que eu cometi. Eu quero te dar uma chance. - Shelby parecia suplicar pela atenção de Quinn. - Eu tive a Rachel, e desde o começo sabia que não ia ficar com ela, mas dói demais deixar um filho. Sei pelo que você está passando e quero te ajudar.
Quinn ficou parada, somente olhando para a mulher ao seu lado e pensando em como seria maravilhoso ter Beth em seus braços. Mas como ela cuidaria de um bebê, sozinha? Além disso, ela estava morando na casa de Mercedes. Mesmo que fizesse quase 4 meses que estava lá, levar um bebê para a casa da amiga estava fora de cogitação.
_ Eu… Eu não posso. Não agora. - Quinn se levantou e saiu em direção a banheiro. No momento em que abriu a porta, chorou. Chorou tudo o que tinha guardado durante o dia, chorou tudo o que tinha guardado desde que abandonara Beth.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.twitter.com/DivaQuinn
againstmusic
Cheerio
avatar

Mensagens : 441
Data de inscrição : 01/12/2010
Idade : 19
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   Dom Dez 12, 2010 11:44 pm

A Shelby foi super legal *o*
Santana dos infernos!
Continua (:
Voltar ao Topo Ir em baixo
DivaQuinn

avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 27/11/2010
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   Ter Dez 14, 2010 1:25 pm

Capítulo 4 - Duet: Beth

Puck, matando aula de Matemática, andava calmamente pelo corredor. Quando passou ao lado do banheiro feminino, ouviu uma menina falando, entre soluços, que a vida dela era um inferno, que nada dava certo. Ele abriu a porta, indeciso sobre o que faria, e o que ele estava imaginando, era verdade. Quinn estava chorando feito uma criança, sentada no chão, com quilos de papel na mão, provavelmente para enxugar as lágrimas.
_ Ei. O que está acontecendo? - Puck ajoelhou em frente à garota, e acariciava os cabelos dela.
_ A Shelby, treinadora… ex-treinadora do Vocal Adrenaline. Foi ela que adotou a nossa Beth. - ela deu um pulo e o abraçou, chorando mais ainda.
_ E por que você tá chorando, Quinny? - ele não sabia o que estava acontecendo com Quinn, mas faria de tudo pra vê-la melhor.
_ Por tudo. A Beth não está comigo. Eu não posso ficar com ela agora… - a garota parou de falar e encarou Puck.
_ Espera. O que essa Shelby falou pra você? - pela primeira vez, ele queria realmente saber o que havia de errado com alguém, e queria protegê-la e defendê-la.
_ Ela disse que… se eu quiser… eu posso ter Beth de volta. - Quinn olhou para baixo, enxugando os olhos com os papéis em suas mãos.
_ Então aceite a proposta dela! - Puck não pode deixar de sorrir ao saber que poderia ver sua filha de novo. A última coisa que ele queria, era não ter notícias de Beth.
_ Eu não posso, Noah. - parecia que ela havia dito isso várias vezes pelo tom de voz usado. - Eu não vou levar Beth pra morar comigo na casa da Mercedes. Não posso fazer isso.
Puck parou um instante para pensar. Ela não concordaria com o pedido que ele iria fazer, mas não custava tentar.
_ Mas… e se você for morar comigo? Digo, aí nós dois estaríamos com a nossa filha… - e claro, ele iria tentar se ajeitar com ela.
_ Eu posso mesmo? Não vou atrapalhar sua mãe, sua irmã…? Não quero ser um incômodo pra você. - Quinn secava seu rosto, acalmando-se.
_ Você nunca vai ser um incômodo, babe. Pode se mudar assim que decidir, já vou arrumar meu quarto pra você ficar com ele, e eu arranjo outro lugar pra dormir… - Puck estava animado por ter a chance de morar com as quatro mulheres de sua vida: sua mãe, sua irmã, sua filha e sua namorada (ou algo assim). Ele sorriu para a garota, e esperava a resposta.
_ Não. Você fica no quarto comigo, odeio dormir sozinha. Por favor? - ela pediu de um jeito que fazia ser impossível dizer não.
_ Tudo bem, mas fique sabendo que não é lá aquelas coisas, minha casa não é uma mansão Fabray. - ele riu, passando a mão no rosto de Quinn.
_ Noah, eu… eu quero que você cante para mim. Uma música que expresse o que você tá sentindo agora. - parecia uma coisa importante pra ela, então ele pensou. E veio com outra música do Maroon 5.
Os dois sentados no chão do banheiro feminina era uma cena bem estranha, mas ele estava sendo sincero com ela.

So scared of breaking it, that won't let it bend
And I wrote two hundred letters, I will never send
Sometimes this cut are so much deeper than they seem
You'd rather cover up, I'd rather let them bleed
So let me be, and I'll set you free

I am in misery, there ain't nobody who can comfort me
Why won't you answer me? The silence is slowly killing me
Girl, you really got me bad, you really got me bad
I'm gonna get you back, gonna get you back

Your salty skin and how it mixes in with mine
The way it feels to be, completely intertwined
Not that I didn't care, it's that I didn't know
It's not what I didn't feel, it's what I didn't show
So let me be, and I'll set you free

I am in misery, there ain't nobody who can comfort me
Why won't you answer me? The silence is slowly killing me
Girl, you really got me bad, you really got me bad
I'm gonna get you back, gonna get you back

You say your faith is shaken, you may be mistaken
You keep me wide awake and waiting for the sun
I'm desperate and confuse, so far away from you
I'm getting near, I don't care where I have to run

Why do you do what you do to me?
Why won't you answer me, answer me?
Why do you do what you do to me?
Why won't you answer me, answer me?

I am in misery, there ain't nobody who can comfort me
Why won't you answer me? The silence is slowly killing me
Girl, you really got me bad, you really got me bad
I'm gonna get you back, gonna get you back


Por mais que a garota tivesse ouvido essa música nas rádios, Puck conseguiu transformar em algo calmo, diferente da versão original, animada. Ao terminar a música, eles ficaram se olhando, parecia que havia uma tensão entre eles. O coração dela dizia: "aceite, vá morar com ele, e perdoe". A cabeça dela, por outro lado, dizia: "aceite a proposta, mas continue dando um tempo, ele pode te machucar". E ela seguiu o coração.
_ Eu aceito ir morar com você. Só tenho que conversar com Mercedes. - com os olhos enchendo de lágrimas e mordendo o lábio, continuou. - E eu te perdoo, Noah. Por tudo.
Após isso, ele a abraçou e olhando nos olhos de Quinn, prometeu nunca mais fazer nada para machucá-la.
_ E outra coisa, você anda ouvindo muito Maroon 5! - ela riu, passando a mão pelo rosto de Puck e dando um selinho demorado.
_ Fazer o quê, se as músicas sempre se encaixam nos nossos momentos. - ele riu junto com ela, ajudando-a a se levantar. - É hora de você voltar pra aula, e hora de eu voltar a matar aula.
Quinn riu. E descobriu porque se apaixonara por ele. Puck poderia acabar com a própria vida, desde que a dela continuasse perfeita e sem problemas.
_ Eu te amo, Quinny. Mesmo. - Puck olhava sério para ela.
_ Eu também te amo, Noah. - Quinn sorriu, virou as costas e voltou à aula.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.twitter.com/DivaQuinn
AnaCRamalho
Loser
avatar

Mensagens : 86
Data de inscrição : 09/12/2010

MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   Ter Dez 14, 2010 1:42 pm

Lindo *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
againstmusic
Cheerio
avatar

Mensagens : 441
Data de inscrição : 01/12/2010
Idade : 19
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   Ter Dez 14, 2010 2:39 pm

Legal, mas eu tava pensando que a Shelby ia deixar ela participar da vida da Beth, não devolver D:
Voltar ao Topo Ir em baixo
DivaQuinn

avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 27/11/2010
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   Qui Dez 16, 2010 2:03 pm

Capítulo 5 - Mash-up: Amizade / Ciúme

Quinn havia se mudado para a casa de Puck e estava se acostumando aos cafés-da-manhã a base de waffles sem bacon. O quarto de seu namorado virara um quarto de menina, já que Quinn trouxera todas as roupas, bolsas, produtos de beleza, ursinhos de pelúcia e até roupas de cama que conseguira tirar de sua casa quando fora expulsa Mas ele não se importava, queria ter Quinn por perto o tempo todo. Ela dormia na cama de Puck, e ele dormia em um colchão, ao lado da cama. Antes de dormir, ele sempre a observava, admirado, imaginando o que a fez se apaixonar por ele.
Já fazia uma semana que ela tinha saído da casa de Mercedes, e era esse o dia em que Shelby entregaria Beth para Quinn.

No colégio, Santana ainda tentava encontrar um jeito de separar Quinn e Puck, e parecia ser algo impossível. Até que ela descobriu sobre a tentativa de Jesse para se aproximar de Quinn.
_ Por que você está tentando acabar com eles? São tão lindos juntos! - Rachel ficou indignada quando Santana contou todo seu plano, procurando conseguir alguma forma de contato com Jesse. Por mais que elas se odiassem, Santana ainda queria tentar.
_ Eu quero terminar com eles porque o Puck é o único aqui nesse colégio que regularmente transava comigo, e… - ela foi interrompida antes que pudesse continuar.
_ Você tá fazendo isso porque nunca amou ninguém, e ninguém nunca te amou. É exatamente o que você tentou fazer comigo e com Finn. - nesse instante, Rachel virou as costas para não ver a cara que Santana iria fazer. E foi bom ela fazer isso mesmo, pois a cheerio começou a chorar.
Sim, a vadia-só-quero-saber-de-sexo-sem-sentimento estava chorando. E era por uma coisa que Rachel Berry havia falado. E ela estava certa. Foi nesse instante que Santana percebeu o monstro que ela havia se tornado.

Puck e Quinn estavam andando de mãos dadas pelo corredor, quando, de repente, a garota vê Jesse na secretaria. A animação por ver o amigo ali não pôde ser contida, e ela saiu correndo para abraçá-lo.
_ Jesse! Que saudade! - ela o abraçava muito forte, e Puck só observava.
_ Sim, Quinn, muita saudade… - Jesse sorriu e retribuiu o abraço, percebendo que poderia apanhar se continuasse com aquilo.
_ Então… O que você tá fazendo aqui? - Quinn disse, sorrindo e puxando Puck para perto dela, acalmando-o.
_ Shelby disse que era pra eu te deixar um recado… Ela quer que você vá à casa dela, hoje. - parou e ficou olhando para a garota, abrindo um sorriso. - E disse que é sobre Beth.
_ Se é sobre Beth, eu vou junto. - Puck, se intrometendo na conversa (e também um pouco pelo ciúme), sorriu olhando para Quinn. - NOSSA Beth.
Quinn estava com seus olhos brilhando e fitando os olhos verdes de seu namorado. Ela não notara que ele estava se roendo por dentro devido ao ciúme. Ficou nas pontas dos pés, deu um selinho no namorado.
_ Tudo bem, avise Shelby que eu e Puck estaremos lá no fim da tarde. - Quinn não continha sua felicidade e seu sorriso não saía do rosto.
Jesse sorriu, sem-graça, esperando que somente Quinn fosse à casa de Shelby. Em sua cabeça, ecoava um trecho de Bohemian Rhapsody, a música que dera a vitória para o Vocal Adrenaline nas Regionais: "So you think you can love me and leave me to die? Oh, baby, can't do this to me baby…"

Já estava quase na hora de ir para a casa de Shelby, Puck esperava Quinn se arrumar para poderem sair. Qualquer um que os visse, diria com toda a certeza que os dois estavam nervosos e ansiosos, o que era verdade. A garota não se continha de felicidade, sabia que desde o começo era assim que estava destinado a ser: namorando com Puck e criando Beth. Saíram da casa aproximadamente 18h30, e rapidamente chegaram à casa de Shelby.
Não se pode dizer que aquilo era uma casa. Era uma mansão, maravilhosa, inteira branca. O gramado na frente, era verde e bem cuidado, com algumas flores espalhadas e um chafariz central. A entrada era magnífica. Uma porta de madeira enorme, com pilares em estilo grego aos lados. Quinn e Puck ficaram felizes por saber que nada faltara à filha, mas queriam muito criar Beth, como uma família. O garoto bateu na porta, que rapidamente foi aberta, por uma governanta. Ela olhou para os adolescentes.
_ O que desejam?
_ Ahn, nós viemos falar com Shelby… - Quinn começou a responder.
_ Claro! Sobre a criança. Sra. Corcoran os espera na sala. - fez um sinal para os dois entrarem, e os guiou até a tal sala.
O caminho até o local era espetacular, passaram pelo hall, que possuía uma decoração antiga, e por uma espécie de sala de jantar com um lustre cheio de brilhantes. A garota ficava encantada com cada detalhe da casa, e Puck ficava assustado, pois nunca estivera em um lugar como aquele. Entraram na tal sala, onde estava Shelby. Perto do que haviam visto da casa, aquela sala era bem comum. Possuía um sofá grande, com lugar para umas 5 ou talvez 6 pessoas, feito com um tecido vermelho-queimado. No meio, via-se uma mesinha de vidro, com diversas revistas em cima. Uma grande porta de vidro dava uma visão para a piscina, e na parede, de frente ao sofá, havia uma tv enorme.
_ Sentem-se! - Shelby sorriu para Quinn e Puck, tentando tranquilizá-los.
Após repararem em cada detalhe da sala, perceberam que Shelby não estava sozinha. Jesse estava sentado em um canto. Só não entendiam o que ele estava fazendo lá.
_ Obrigada, Shelby. Então, eu vim… - Quinn parou, e olhou para seu namorado. - Nós viemos para buscar nossa filha.
Ela nem acreditava nas palavras que estava dizendo, de tanta felicidade.
_ Claro, eu sei disso, querida! - a mulher estava sorrindo e tranqüila. - Mas antes eu quero conversar com você. - olhava diretamente para a garota. - A sós.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.twitter.com/DivaQuinn
againstmusic
Cheerio
avatar

Mensagens : 441
Data de inscrição : 01/12/2010
Idade : 19
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   Qui Dez 16, 2010 4:22 pm

ai ai, eu acho que ela fai falar: só se você ficar com o Jesse
ou, você vai ter que vim morar aqui
ou você vai ter que largar o puck e se mudar pra escola do Jesse
Voltar ao Topo Ir em baixo
AnaCRamalho
Loser
avatar

Mensagens : 86
Data de inscrição : 09/12/2010

MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   Qui Dez 16, 2010 9:56 pm

hihi amei a Rachel
e se for esse negócio do Jesse que voce falou? OMG :O
Voltar ao Topo Ir em baixo
againstmusic
Cheerio
avatar

Mensagens : 441
Data de inscrição : 01/12/2010
Idade : 19
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   Sex Dez 17, 2010 4:49 pm

to com medinho
Voltar ao Topo Ir em baixo
DivaQuinn

avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 27/11/2010
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   Dom Dez 19, 2010 9:34 pm

Capítulo 6 - Duet: Confiança

Shelby e Quinn estavam sentadas em cadeiras próximas à piscina. E haviam deixado Puck e Jesse sozinhos na sala.
_ Eu não vou enrolar, vou ser direto com. - Puck começou a falar e se aproximar. - Se você encostar um dedo na minha namorada, considere-se morto.
_ Olha, por mais que eu goste da Quinn, eu já entendi que somos só amigos. - levantando-se do chão, Jesse continuou. - Ela é muito especial. Eu nunca conheci ninguém como ela.
_ E é justamente por isso que quero que você se afaste. Quinny é oficialmente minha namorada. - o garoto encarava Jesse, com um olhar sério. - Qualquer coisa que eu ficar sabendo, você tá morto.
Jesse voltou a se sentar no chão, abaixando a cabeça e desviando o olhar de Puck.

Após meia hora de conversa, as duas voltaram para a sala. Não demorou muito até o momento de Quinn e Puck saírem da casa com Beth em seus braços. Já dentro do carro, Quinn sorria e olhava para a criança em seus braços.
_ Ela é tão linda. - uma lágrima escorria por seu rosto, assim como quando viu a criança pela última vez no hospital. - Não consigo acreditar que quase perdemos ela.
_ Ela parece com a mãe. - Puck disse, sorrindo e admirando Quinn, e depois voltando os olhos para a rua. - Sobre o que você e Shelby conversaram tanto? Só sobre bebês e todo esse negócio de mãe?
_ É, praticamente isso… - ela estava tentando cortar o assunto, e ele entendeu.
Ficaram em silêncio até chegar na casa de Puck, quando arrumaram o berço de Beth no quarto da irmã do garoto e a colocaram para dormir. Como ainda era cedo (não passava das 20h), os dois ficaram na sala, assistindo tv. Ela, com a cabeça encostada no ombro dele. Ele, com o braço envolvendo aquilo que era mais importante em sua vida.
_ Você não vai me falar mesmo o que conversaram? - Puck começou a falar, olhando para Quinn.
_ Eu não sei, você não vai querer saber. E não tem necessidade nenhuma… - ela foi interrompida antes de terminar a frase.
_ Só me fala uma coisa. Ela quer que você me troque pelo Jesse, não é? - o garoto fixava os olhos nos olhos dela, mas estava seguro de que ela jamais faria isso.
_ Ela pediu para eu pensar nisso. - olhando para Puck, ela continuou. - Mas eu não vou te trocar por ele. Nunca. - Quinn abriu um sorriso e deu um beijo no namorado.
Mais tranquilo, ele segurou o rosto da garota e a beijou, fazendo com que todo o assunto sobre Jesse ou Shelby fosse esquecido, e tornando aquele simples momento em algo especial.
_ Sabe, lembra que você pediu pra eu cantar uma música que expressasse o que eu sentia? - Puck interrompeu, com um sorriso e brincando com os dedos nos cabelos loiros da namorada.
_ Claro que lembro, e você cantou Misery, e a gente estava no banheiro. - a garota riu, e deu um selinho nele. - O que tem isso?
_ Eu quero que você faça a mesma coisa agora. Cante alguma coisa, sobre o que você tá sentindo. - mantendo o sorriso no rosto, virou de frente para Quinn e segurou as mãos dela, esperando a música.

You make me feel like I'm losing my virginity, the first time every time when you're touching me
I'll make you bloom like a flower that you've never seen, under the sun we are one buzzing energy
Let's pollinate to create a family tree, this evolution with you comes naturally
Some call it science, we call it chemistry, this is the story of the bird and the bees
And even when seasons change, our love still stays the same

You give me that hummingbird heartbeat, spread my wings and make me fly
The taste of your honey is so sweet, when you give me the hummingbird heartbeat
Hummingbird heartbeat, hummingbird heartbeat

I've flown a million miles just to find a magic seed, a white flower with the power to bring life to me
You're so exotic, get my whole body fluttering, constantly craving for a taste of your sticky sweet
Always on the brink of a heart attack, you keep me alive and keep me coming back
I see the sun rise in your eyes, your eyes, we've got a future full of blue skies, blue skies
And ever when seasons change, our love still stays the same

You give me that hummingbird heartbeat, spread my wings and make me fly
The taste of your honey is so sweet, when you give me the hummingbird heartbeat
Hummingbird heartbeat, hummingbird heartbeat

You love me, you love me, never love me not, not
When we're in perfect harmony, you make me sound like, like a symphony
Spread my wings and make me fly
The taste of your honey is so sweet, when you give me the hummingbird heartbeat
Hummingbird heartbeat, hummingbird heartbeat


Quinn cantou de maneira tão natural, que quando terminou parecia que Puck ainda esperava por mais algum trecho, encantado com a garota à sua frente e a doce voz que dava melodia à música..
_ Então… Eu não sou bom com metáforas e coisas do tipo, mas essa música pareceu algo bom pra gente. - ele abriu um sorriso sem-graça e olhava para Quinn.
_ É claro que sim, eu expressei meus sentimentos. - Quinn sorriu, e continuou. - Eu quis dizer… que você me faz bem, que eu quero continuar com você, que… - ela foi interrompida por um beijo, intenso e delicado apaixonado.
Ele foi descendo os beijos para o pescoço, deixando "acidentalmente" uma marca, fazendo Quinn rir. As mãos do garoto a prendiam firmemente junto à ele. Mas ela o parou antes de acontecer qualquer coisa.
_ Eu… Acho que é melhor irmos pro quarto. - a garota passou a olhar pra baixo, esboçando um sorriso, segurando a mão de Puck e o puxando com ela.
Quinn ainda possuía um trauma em continuar os amassos com Puck. Mas desta vez seria diferente. Os dois estavam juntos e haviam aprendido com seus erros. Ele a seguiu. Entraram no quarto, fecharam a porta e se entregaram, um ao outro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.twitter.com/DivaQuinn
finchel 4ever s2

avatar

Mensagens : 9
Data de inscrição : 11/12/2010
Idade : 19

MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   Qua Dez 22, 2010 12:40 pm

amei, continua *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.twitter.com\carolg6
DivaQuinn

avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 27/11/2010
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   Qui Dez 23, 2010 3:18 pm

Capítulo 7 - Duet: "Aconteceu alguma coisa…"

_ Quer dizer que você e o Puck ainda estão juntos? Digo… Apaixonados! - Mercedes estava animada pela amiga, já que acompanhara o sofrimento dela durante a gravidez e durante a semana antes das aulas na qual Puck e Quinn estavam separados.
_ Sim, estamos… - a garota girava pelo quarto de Mercedes, dando voltas e abraçada com um bichinho de pelúcia.
_ Você são realmente muito fofos juntos. - a amiga se desmanchava de felicidade por Quinn.
E Quinn sabia disso. Eles eram O casal do colégio, apesar de ela ter recusado a proposta de Sue, para voltar a ser uma cheerio. Ela podia não ser mais uma cheerio, mas sendo a garota poderosa, confiante e bonita que era, não tinha como perder o posto de Rainha. Não esquecendo, claro, o namorado no time de futebol. Era a primeira tarde que passavam juntas, desde que Quinn saíra da casa de Mercedes. Estava clara a imensa saudade que uma sentia da outra, mas já era hora da loira voltar para a casa do namorado e cuidar da filha. Despediu-se de Mercedes, e no momento em que saía da casa viu Jesse, apoiado no carro dela e com um enorme sorriso no rosto.
_ Sentiu minha falta? - ele dizia para Quinn, abrindo os braços para recebê-la em um abraço.
_ Claro que senti, você é meu melhor amigo!
_ Eu tenho uma coisa pra te dizer. - Jesse fez uma pausa e olhava sério pra a garota. - Eu estou indo amanhã para Los Angeles.
_ Mas… Já? - fitando o amigo, Quinn tentava entender aquelas palavras. - Como eu vou ficar sem meu melhor amigo aqui?
_ Eu preciso ir, você sabe. Depois que te conheci, perdi a vontade de ir para lá. Mas é preciso. - eles se olhavam seriamente, pareciam nem piscar. - É pelo meu futuro.
_ Tudo bem… Quero sempre o melhor pra você! - e Quinn o abraçou, com um sorriso no rosto. - E agora, eu tenho que ir pra casa… tenho que cuidar da Beth. - deu um beijo na bochecha de Jesse, entrou no carro e saiu.
Jesse ficou parado, observando o carro até que o perdeu de vista.

Chegando na casa de Puck, Quinn já foi ver a filha. Entrou no quarto e lá estava o namorado com Beth no colo, fazendo-a dormir.
_ Ei, mamãe. - ele sorriu e mas continuou observando o bebê.
_ Oi… - a garota se sentou ao lado dele e apoiou a cabeça no ombro de Puck.
Ele se levantou, colocou a filha no berço e voltou a se sentar com a namorada.
_ Aconteceu alguma coisa. - olhava sério, preocupado.
_ Não, eu… - ela tentou explicar e foi interrompida.
_ Eu não perguntei, Quinny. Eu sei que aconteceu algo. - Puck passava as mãos pelo cabelo da garota. - Confia me mim, estou aqui pra te escutar.
_ É que… Jesse vai se mudar para Los Angeles. - olhou pra baixo, com medo da reação dele. - E ele foi se despedir de mim, na casa da Mercedes.
_ Ele não tentou nada, ele não… - os punhos se fechavam, como se Jesse estivesse ali e fosse ser atacado.
_ Não, fica tranquilo. - ela puxou o rosto dele e deu um selinho. - É que ele é o meu melhor amigo. Era. Eu nem sei mais, pra falar a verdade.
_ Tudo bem, eu não vou te culpar por isso… Ele é seu amigo, eu só não gosto do jeito que ele te olha…
Nesse momento, Quinn deu um abraço forte em Puck. Ela sabia que a escolha certa era ficar com ele e com sua filha, nunca trocaria isso somente pelo Jesse.
Ela já havia imaginado estar com Jesse… e sabia perfeitamente qual seria a sensação. E uma música veio a sua mente, mostrando que tudo o que ela pensaria se estivesse com o amigo, seria estar com Puck.

Comparisons are easily done, once you've had a taste of perfection
Like an apple hanging from a tree, I picked the ripest one
I still got the seed

You said move on, where do I go?
I guess second best is all I will know

Cause when I'm with him, I am thinking of you, thinking of you
What you would do if you were the one who was spending the night?
Oh, I wish that I was looking into your eyes

You're like an Indian summer, in the middle of winter
Like a hard candy with a surprise center
How do I get better once I've had the best?
You said there's tons of fish in the water
So the waters I will test

He kissed my lips, I taste your mouth
He pulled me in, I was disgusted with myself

Cause when I'm with him, I am thinking of you, thinking of you
What you would do if you were the one who was spending the night?
Oh, I wish that I was looking into…

You're the best, and yes I do regret
How I could let myself let you go
Now the lesson's learned, I touched it, I was burned
Oh, I think you should know

Cause when I'm with him, I am thinking of you, thinking of you
What you would do if you were the one who was spending the night?
Oh, I wish that I was looking into your eyes
Looking into your eyes, looking into your eyes
Won't you walk through and bust in the door and take me away?
No more mistakes, cause in your eyes I'd like to stay, stay...


Se Quinn perdesse Puck, se culparia pelo resto de sua vida.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.twitter.com/DivaQuinn
finchel 4ever s2

avatar

Mensagens : 9
Data de inscrição : 11/12/2010
Idade : 19

MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   Sex Dez 24, 2010 3:11 am

to amando, posta mais *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.twitter.com\carolg6
DivaQuinn

avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 27/11/2010
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   Dom Dez 26, 2010 9:56 pm

Capítulo 8 - Duet: As Duplas e o Mash-Up

Já se passara algum tempo desde que Jesse aparecera na casa de Mercedes, e Quinn nem sentia mais o impacto que isso teve antes. Agora ela tinha certeza que nada atrapalharia seu relacionamento com Puck.
Era uma terça-feira nublada, um vento frio soprava e era dia de Glee Club. Todos estavam sentados. Fazia tempo que Quinn não reparava em como parecia que todos estavam separados em casais. Finn estava com Rachel. Mike estava com Tina. Artie estava com Brittany. Sam e Santana tinham um affair mas não estavam namorando, apesar de viverem grudados já fazia um tempo. Mercedes era a única sem namorado ali, porque o namorado dela estava no time de futebol: era Anthony, o garoto que Kurt "arranjou" para ela. Lauren era a única solteira, talvez porque tinha uma paixão selvagem por Puck, e não desejava ninguém além dele. Estavam todos bem felizes, até que Mr. Schue resolveu dar uma tarefa…
_ Então, garotos! Faz um bom tempo que não passo nada para vocês fazerem, não? - ele bateu uma palma e sorria. - E eu decidi que quero, pra semana que vem, um dueto em mash-up.
_ Desculpe, Mr. Schue, o que você quer dizer com isso? - Tina perguntou, sem entender o que seria um "dueto em mash-up".
_ É o seguinte. Vocês serão separados em duplas, irão escolher duas músicas e misturá-las, fazendo um mash-up. A diferença aqui, é que esse mash-up terá que ser cantado como um dueto. - Will parecia triunfante com a ideia.
_ Ótimo! - Rachel se virou para Finn. - Tenho ótimas ideias para o nosso mash-up!
_ Eu não terminei, Rachel. As duplas serão… - o professor pegou uma caixinha. - sorteadas! E a dupla vencedora receberá um vale-jantar no Breadstix, além de cantarem o dueto nas Regionais.
Assim que ele começou a tirar os nomes de dentro, a sala virou uma confusão.
_ Rachel e Mike. Finn e Mercedes. Tina e Brittany. Santana e Artie. Sam e Lauren. Quinn e Puck.
_ Demos sorte, babe. Eu definitivamente não queria fazer com outra pessoa. - Puck sorriu e envolveu Quinn com seus braços.
_ Sim, e temos muito trabalho. - ela sorriu e deu um beijo na bochecha dele.

Quinn estava deitada na cama de Puck. Estava concentrada na tarefa do Glee Club, queria fazer algo bom e surpreender a todos, quem sabe passariam a reconhecer seu talento. Tinha pensado em tantas coisas para o mash-up, mas precisava da ajuda de Puck.
_ Me ajuda, Noah, dá uma ideia! - ela virou de bruço na cama, encarando o garoto.
_ Eu não sei. Coloca uma música do Maroon 5. - o violão já estava pronto pro ensaio.
_ Gosto de "If I Never See Your Face Again". Pode ser? - um sorriso de criança ficou estampado no rosto dela. - Quero juntar com uma música da Katy Perry, então.
_ Você tem certeza? Isso não vai ficar muito bem junto… - Puck ficou olhando indeciso.
_ Eu dou um jeito, vai ficar ótimo!
_ Claro que vai… - rindo, sentou-se ao lado da garota, passando as mãos pelas pernas dela, que estavam agora posicionadas em cima das pernas dele.
Ela sentou, inclinou-se para pegar um caderninho no criado-mudo ao lado da cama.
_ Já tenho uma ideia, vou escrever… - ela escrevia o nome das músicas - … pra não esquecer.
Puck estava ficando entediado com toda aquela conversa de mash-up e deveres, ele queria um tempo com sua namorada. Estava matando o treino de futebol só pra ficar ali com ela, mas Quinn não tinha ideia disso.
Ele segurou a nuca da garota com uma mão e começou beijar o pescoço dela, enquanto a outra mão ficava na cintura de Quinn, puxando-a para ele.
_ Espera… - Quinn disse num suspiro, empurrando ele para frente. - Sua mãe?
_ Ela saiu com a minha irmã e com a Beth. Vai demorar pra voltar. - Puck sorriu.
_ Hm… Ótimo! - ela riu e virou o jogo, fazendo o garoto deitar e beijando o pescoço dele. - Mas a gente não vai passar disso agora, tá?
_ Tá mais que suficiente… - a mão dele percorria todo o corpo dela. - … por enquanto.
Quinn riu, e continuaram. Mas Puck não se contentaria só com os beijos. Ele começou a sussurrar algo na orelha da garota, fazendo-a se arrepiar, e depois de um tempo ela percebeu o que era.

How dare you say that my behavior is unacceptable, so condescending unnecessarily critical
I have the tendency of getting very physical, so watch your step cause if I do you'll need a miracle
You drain me dry and make me wonder why I'm even here, this double vision I was seeing is finally clear
You want to stay but you know very well I want you gone, not fit to funkin' tread the ground I'm walking on

When it gets cold outside and you got nobody to love, you'll understand what I mean when I say
"There's no way we're gonna give up", and like a little girl cries in the face of a monster that lives in her dreams
Is there anyone out there? Cause it's getting harder and harder to breathe
Is there anyone out there? Cause it's getting harder and harder to breathe

What you are doing is screwing things up inside my head, you should know better you never listened to a word I said
Clutching your pillow and writhing in a naked sweat, hoping somebody someday, will do you like I did?

When it gets cold outside and you got nobody to love, you'll understand what I mean when I say
"There's no way we're gonna give up", and like a little girl cries in the face of a monster that lives in her dreams
Is there anyone out there? Cause it's getting harder and harder to breathe
Is there anyone out there? Cause it's getting harder and harder to breathe

Does it kill? Does it burn? Is it painful to learn? That it's me that has all the control
Does it thrill? Does it sting? When you feel what I bring and you wish that you had me to hold

When it gets cold outside and you got nobody to love, you'll understand what I mean when I say
"There's no way we're gonna give up", and like a little girl cries in the face of a monster that lives in her dreams
Is there anyone out there? Cause it's getting harder and harder to breathe
Is there anyone out there? Cause it's getting harder and harder to breathe
Is there anyone out there? Cause it's getting harder and harder to breathe


O jeito com o qual Puck cantou a música, sussurrada no ouvido da garota e com constantes mordidas desde o pescoço até a orelha, a deixou excitada, não dando a mínima para os tais limites que há pouco impusera. Eles se completavam, como se fossem moldados um para o outro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.twitter.com/DivaQuinn
finchel 4ever s2

avatar

Mensagens : 9
Data de inscrição : 11/12/2010
Idade : 19

MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   Qui Dez 30, 2010 4:46 am

continua (:
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.twitter.com\carolg6
DivaQuinn

avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 27/11/2010
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   Qui Mar 03, 2011 5:52 pm

Capítulo 9 - Mash-up: Katy Perry/Maroon 5

Era o dia da apresentação dos duetos (em forma de mash-up), e todos estavam empolgados e prontos para as apresentações. A primeira dupla a se apresentar for Rachel e Mike. Ela estava com um vestido branco de renda, enquanto ele estava com uma calça jeans e uma camisa aberta e uma regata por baixo. Apresentaram o mash-up de Count on Me (Bruno Mars) com Mobile (Avril Lavigne), e de alguma forma, a música ficou apresentável.
Após eles, vieram Tina e Brittany, as duas vestindo vestidos azuis com aventais brancos, como a roupa de Alice (Alice no País das Maravilhas). Utilizaram duas músicas do clássico da Disney para a apresentação: Painting The Roses Red e In A World Of My Own, causando lágrimas às meninas que lembraram da infância assistindo ao filme. Não poderiam esquecer, claro, de passos de danças incríveis das duas!
Seguindo, Artie e Santana subiram no palco. Ela, vestindo apenas um top e uma calça colada. Ele, com uma jaqueta de couro sobre uma camisa azul marinho, além de um boné de aba reta. Apresentaram um mash-up entre Good Girls Go Bad (Cobra Starship) e Double Vision (3oh!3), e Artie fez questão de deixar claro que a ideia foi de Santana, fazendo todos rirem.
Finn e Mercedes apresentaram Dynamite (Taio Cruz) e Only Girl (Rihanna), um dos melhores mash-ups do Glee club. Ele estava todo bad-boy e a garota havia se produzido como uma diva. Até combinaram com o clube A/V para cuidar da iluminação do palco e tudo mais. No final da apresentação deles, começou uma chuva de prata, deixando todos boquiabertos e encantados com o número.
A penúltima dupla, Sam e Lauren, estavam mais envergonhados. Ele, usando uma calça colorida e uma blusa toda estampada, ela, com um vestido florido e com mais cores que se podia contar. Cantaram We Are Golden (Mika) e Party Girl (McFly), já sem esperanças de ganhar nada pois sabiam que seria o pior mash-up do dia.
Então, o que todos esperavam, Puck e Quinn iriam se apresentar. A garota estava impecável, com uma calça jeans justa e clara e uma blusa branca mais larguinha com um top também jeans por baixo. O garoto usava uma calça jeans escura e uma camisa branca com as mangas arregaçadas.

Puck: Now as the summer fades I let you slip away

You say I'm not your type but I can make you sway
It makes you burn to learn, you're not the only one

I left you be a field put down your blazing gun

Quinn: Now you've gone somewhere else far away, I don't know if I will find you

But you feel my breath on your neck, can't believe I'm right behind you
'Cause…


Juntos: You make me feel like I'm living a teenage dream

The way you turn me on, I can't sleep
Let's run away and don't ever look back, don't ever look back
My heart stops when you look at me, just one touch now baby I believe

This is real so take a chance and don't ever look back, don't ever look back

Quinn: Sometimes you move so well, it's hard not to give in

I'm lost, I can't tell where you end and I begin

Puck: It makes me burn to learn you're with another man

I wonder if he's half the lover that I am

Quinn: Now you've gone somewhere else far away, I don't know if I will find you

But you feel my breath on your neck, can't believe I'm right behind you
'Cause…


Juntos: You make me feel like I'm living a teenage dream

The way you turn me on, I can't sleep
Let's run away and don't ever look back, don't ever look back
My heart stops when you look at me, just one touch now baby I believe

This is real so take a chance and don't ever look back, don't ever look back

Puck: Baby, baby, please believe me

Find it in your heart to reach me

Promise not to leave me behind
Take me down, but take it easy

Make me think but don't deceive me

Talk to me by taking your time
'Cause


Juntos: You make me feel like I'm living a teenage dream

The way you turn me on, I can't sleep
Let's run away and don't ever look back, don't ever look back
My heart stops when you look at me, just one touch now baby I believe

This is real so take a chance and don't ever look back, don't ever look back

Puck: I'ma get your heart racing in my skin tight jeans,
Be your teenage dream tonight

Quinn: Let you put your hands on me in my skin tight jeans,
Be your teenage dream tonight


No momento em que terminaram, todos levantaram e aplaudiram, empolgados. A dança podia ter sido meio ousada, mas as vozes estavam perfeitas. Rachel começou a falar:
_ Eu queria ganhar, claro que eu queria. Mas não posso negar que vocês se superaram, fico honrada por ceder meu lugar nas Regionais para vocês, é bom dar uma chance para quem precisa, certo? Enfim, aproveitem que hoje não estou competitiva e aceitem a proposta, porque… - ela não parava.
_ Ok, Rachel! - Will a interrompeu, aliviando a todos. - Acho que todos devem votar, um voto por dupla. E não podem votar em vocês mesmos. Vamos voltar para a sala.
Todos seguiram ansiosos pelo resultado.
Os alunos estavam todos animados pelo resultado da votação, Mr. Schue já segurava a caixa com os votos.
_ Agora… O resultado! - ele sorriu e começou a tirar os papéis. - Um voto para Mercedes e Finn. Um voto para Tina e Brittany. Um voto para Quinn e Puck. Outro voto para Mercedes e Finn. Outro voto para Quinn e Puck… - e ele parou. Tinha duas duplas empatadas e esperava que esse fosse o desempate, não pretendia fazer outra votação. Abriu o papel lentamente e leu. - Mais um voto para Quinn e Puck!
O casal se abraçou e se beijou, animados com a vitória. Todos aplaudiam e sabiam que dariam conta do dueto nas Regionais. Depois, descobriram quem votou em quem: Rachel/Mike, Sam/Lauren, Finn/Mercedes votaram em Quinn/Puck. Brittany/Tina e Quinn/Puck votaram em Finn/Mercedes. Artie/Santana votaram em Brittany/Tina.
Já começavam a se preparar para as Regionais, o tempo passara tão rápido. Logo, Will começaria a decidir as músicas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.twitter.com/DivaQuinn
DivaQuinn

avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 27/11/2010
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   Qui Mar 03, 2011 6:09 pm

Capítulo 10 - Mash-up: Santana Apaixonada? / Preparativos

Era um sábado ensolarado, quando Quinn estava sozinha na casa, cuidando de Beth. Puck havia saído com a mãe e a irmã para verificar os preparativos da festa surpresa da namorada, e encontraria os gleeks no shopping para combinarem onde, como e quando fariam. A garota não suspeitava de nada, mas esperava ao menos um bolo com a sua nova família, a família que acolhera-a e tratava-a sempre tão bem. No momento em que Beth caiu no sono, Quinn foi para a sala, assistir um pouco de televisão. Até que a campainha tocou.
_ Quem é? - ela gritava em direção à porta.
_ Santana e Brittany.
Quando ela ouviu o nome "Santana", exitou em abrir a porta. Mas sempre considerou Brittany como uma boa amiga, apesar de mal terem se falado após ela ter deixado as Cheerios. Abriu a porta, com um sorriso e espantada em ver as duas sem o uniforme de líder de torcida.
_ Oi meninas! - Quinn fez um sinal com a cabeça para elas entrarem.
As duas se sentaram, sorridentes. Queriam conversar com Quinn, coisa que há tempos não faziam. Alguma coisa tinha ali.
_ Então… - Santana começou. - Nós viemos aqui, porque precisamos falar com você. Ou melhor, eu preciso. - a morena passou a olhar para baixo e ficar sem graça. - Eu quero pedir desculpas, por tudo que te fiz e pretendi fazer, mesmo que você não saiba. Rachel abriu meus olhos, por incrível que pareça, e eu estava sendo realmente um monstro sem sentimentos.
_ É, ela nem quer mais pegar os jogadores de futebol que ela ainda não pegou. - Brittany disse, recebendo o sinal da amiga para ficar quieta e Quinn soltou uma risadinha.
_ Tudo bem, Santana. Eu te perdoo, mesmo. Só espero que você ache alguém que goste de você, e que você goste.
_ Hm, eu achei alguém que eu gosto. E eu gosto de verdade dele, esse é o problema. - quando Santana disse isso, Brittany abaixou o olhar, como se sentisse a dor da amiga.
_ E quem é ele? Porque você não fala isso pra ele? - Quinn agora percebia a verdade na fala da garota. - Se você quiser, eu posso até te ajudar.
E Santana, auxiliada por Brittany, explicou tudo para Quinn, como se elas nunca tivessem brigas passadas nem desentendimentos, somente uma amizade sincera e forte.

Chegando no shopping, Puck deixou sua mãe e sua irmã passearem e foi se encontrar com os amigos. Já estavam todos presentes, inclusive Kurt e Anthony (sim, o namorado de Mercedes).
_ Certo, todos estão aqui. Qual vai ser o tema da festa? - Puck não sabia mesmo o que estava fazendo, só sabia que era uma festa surpresa para sua namorada, mas queria que fosse uma festa maravilhosa.
_ Eu estava pensando em usar algum filme da Disney, pois todos sabemos como ela adora essas histórias de contos de fadas… - Kurt era especialista em festas, então todos ouviam atentamente. - O que acham de cada um ir vestido de um personagem? E cada um canta uma música de um filme para ela!
Rachel, Mercedes, Tina e até Lauren haviam aprovado a idéia, mas os meninos pareciam meio indecisos.
_ Você tem certeza disso? - Finn ergueu a sobrancelha, pensativo sobre se vestir como um personagem de filmes infantis.
_ É pela Quinn, cara. Vamos todos fazer isso. Kurt, ideia aprovada.
Assim, todos foram até a loja de fantasia escolher as roupas. Rachel escolheu a roupa de Bela (Bela e a Fera), deixando Finn com a roupa da Fera. Tina escolheu Branca de Neve, Mike foi seu príncipe. Kurt comprou uma fantasia de Pinóquio, Lauren gostou da roupa da Cinderela. Mercedes escolheu o vestido de Tiana (A Princesa e o Sapo) e Anthony pegou a roupa de príncipe, assim como Finn e Mike. Sam escolheu a roupa do Aladdin, Artie disse que iria esperar por Brittany para comprar, e Puck escolheu a roupa de Felipe (príncipe da Bela Adormecida).
_ Ok, sua ideia foi ÓTIMA também, Puck! Você só vai ter que dar um jeito de fazer Quinn vestir o vestido da Aurora… - Kurt adorara a iniciativa do garoto.
Após comprar todos os objetos necessários para a realização da festa, deixaram as fantasias com Kurt e cada um foi à sua casa, com exceção de Puck, que levou a mãe e a irmã para comprarem o presente de Quinn.

Brittany e Santana já haviam deixado a casa fazia tempo, mas Quinn pensava em toda a conversa, e acreditava em Santana. Além disso, também estava com a cabeça nos seus 17 anos. Estava fazendo 17 anos já, com uma filha e um namoro que estava mais que sério, inclusive morando com o namorado. Estava fazendo 17 anos, mas estava muito feliz.
Ouviu a porta da sala fechando. Puck foi direto para o quarto, com um sorriso enorme estampado no rosto.
_ O que foi? - Quinn passou a sorrir quando viu o namorado tão feliz.
_ Nada, só que eu comprei um bolo pra você, ao menos um parabéns desse seu bobão você vai receber amanhã. - ele se sentou ao lado dela e deu um selinho. - Beth tá dormindo?
_ Desde hoje de tarde. Então quer dizer que você não esqueceu do meu aniversário? - a garota ria, achando de um certo modo engraçada a imensa felicidade de Puck por ter comprado um bolo.
_ Como eu poderia esquecer? A gente vai ficar velhinho junto, eu tenho que saber essa data! - ele a abraçou por trás, beijando a nuca dela. - Mas tem uma coisa! Minha irmã fez questão de que nós 5 (eu, você, minha mãe, ela e Beth) usemos roupas daquele filme de menininhas… a Bela Adormecida.
_ Ow, que fofa! Apesar de achar um desejo estranho, eu me visto. - Quinn sorriu. - Que personagem eu vou ser?
_ Vai ser a princesa-que-eu-não-sei-o-nome, já até alugamos as roupas, estão no carro. - ele a puxava pela mão até o carro.
Quando ela viu o vestido, ficou encantada. Estava realizando um sonho de infância, e não tinha dúvidas de que ficaria perfeito. Viu também a roupa de príncipe do Puck, e as roupas de fadas (Fauna, Flora e Primavera) ao lado. Iria achar bem engraçado ver a sra. Puckerman vestida de fada, mas era pela diversão dos 5 em um dia especial.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.twitter.com/DivaQuinn
DivaQuinn

avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 27/11/2010
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   Sab Mar 05, 2011 4:01 pm

Capítulo 11 - Solo: A Festa

Quinn estava arrumando a coroa em sua cabeça, já passava das 19h e Puck a apressava.
_ Quinny, você tá linda, tá perfeita! Vamos logo pra sala, vai, daqui a pouco a Beth dorme… - ele a puxava, ela acabou cedendo e foi até a sala. Ele estava vestido perfeitamente como o príncipe da história da Bela Adormecida.
No momento em que a garota pisou na sala, ouviu um enorme "SURPRESA!" com todos os seus amigos fantasiados de personagens. A garota começou a chorar, e abraçou cada um deles.
_ Eu não esperava isso, mesmo! - limpando as lágrimas, e com um sorriso enorme, agradecia cada um de seus amigos. - Estão todos lindos aí, príncipes e princesas, e eu aqui bobona chorando…
_ Ah, eu não sou uma princesa, eu sou Alice! - Brittany sorria como uma criança. - E o Artie é o meu Chapeleiro Maluco.
_ Vocês estão todos lindos. - Quinn sorria e olhava para todos.
_ Mas a surpresa ainda não acabou, babe. - Puck foi conduzindo a namorada até o sofá. - Ainda tem muita coisa pela frente.
De repente, todas as luzes se apagaram, e começou uma melodia, uma melodia de algum filme da Disney… Conforme a música começava, uma luz bem fraca se acendeu e dava para ver Tina vestida de Branca de Neve cantando e dançando com Mike.

Someday my prince will come

Someday I'll find my love

And how thrilling that moment will be

When the prince of my dreams comes to me

He’ll whisper I love you

And steal a kiss or two

Though he’s far away I’ll find my love someday

Someday when my dreams come true
Someday I’ll find my love

Someone to call my own

And I know at the moment we meat

Or my heart will start skipping the beats

Someday we’ll say and do

Things we’ve been longing to

Though she’s far away I’ll find my love someday

Someday when my dreams come true
Someday my prince will come

Someday we’ll meet again

And away to his castle we’ll go

To be happy forever I know

Someday when spring is here

We’ll find our love anew

And the birds will sing and weddingbells will ring

Someday when my dreams come true


Quando o casal asiático terminou o número, a aniversariante aplaudia de pé, chorando. Tina e Mike abraçaram-na e entregaram um presente: um conjunto de bonequinhos de porcelana, da Branca de Neve, o príncipe e o sete anões. Ela abraçou-os mais uma vez e voltou a se sentar, pois outra música começava… E aí, Brittany e Artie se posicionaram, com xícaras e um bule de chá na mão.

Artie: A very merry unbirthday to me
Brittany: To who?
Artie: To me!
Brittany: Oh you!
Artie: A very merry unbirthday to you
Brittany: Who me?
Artie: Yes, you!
Brittany: Oh, me!
Artie: Let's all congratulate us with another cup of tea

A very merry unbirthday to you!


Artie: Now, statistics prove, prove that you've one birthday
Brittany: Imagine, just one birthday every year
Artie: Ah, but there are three hundred and sixty four unbirthdays!
Brittany: Precisely why we're gathered here to cheer

Artie: A very merry unbirthday
Brittany: To me?
Artie: To you!
Brittany: A very merry unbirthday
Artie: For me?
Brittany: For you!
Juntos: Now blow the candle out my dear

And make your wish come true

A merry merry unbirthday to you!


Quinn ria conforme eles se apresentavam, haviam incorporado os personagens perfeitamente, e ela não podia negar que Alice no País das Maravilhas sempre havia sido um de seus filmes preferidos. Assim como o casal anterior, Britt e Artie cumprimentaram a aniversariante e entregaram o presente: o livro "As Aventuras de Alice no País das Maravilhas". Uma lágrima de felicidade desceu pelo rosto da garota, e agradeceu aos amigos. Puck apressou a namorada, ainda havia mais coisas a vir. Santana se levantou e estava vestida de Jasmine, se sentou no tapete e logo atrás apareceu o Sam, vestido de Aladdin, se sentando atrás dela. Quinn não comentou nada, mas sabia que a morena estava pulando de felicidade por estar com Sam ali com ela.

Sam: I can show you the world, shining, shimmering, splendid

Tell me, princess, now when did you last let your heart decide?
I can open your eyes, take you wonder by wonder

Over, sideways and under, on a magic carpet ride
A whole new world, a new fantastic point of view

No one to tell us no or where to go

Or say we're only dreaming

Santana: A whole new world, a dazzling place I never knew

But when I'm way up here, it's crystal clear

That now I'm in a whole new world with you


Sam: Now I'm in a whole new world with you
Santana: Unbelievable sights, indescribable feeling

Soaring, tumbling, freewheeling, through an endless diamond sky


Santana: A whole new world
Sam: Don't you dare close your eyes

Santana: A hundred thousand things to see

Sam: Hold your breath - it gets better

Santana: I'm like a shooting star

I've come so far

I can't go back to where I used to be


Sam: A whole new world

Santana: Every turn a surprise

Sam: With new horizons to pursue

Santana: Every moment red-letter

Juntos: I'll chase them anywhere

There's time to spare

Let me share this whole new world with you


Sam: A whole new world
Santana: A whole new world

Sam: That's where we'll be

Santana: That's where we'll be

Sam: A thrilling chase

Santana: A wondrous place

Juntos: For you and me

Santana terminou a música chorando, olhando nos olhos de Sam. Pegou o menino pelo pescoço e o beijou, de uma forma intensa e apaixonada, como nunca antes. Ela sabia que se fosse pra ficar com alguém, tinha que ser ele. Desde que estavam juntos, ela havia melhorado. Haviam até esquecido que estavam no aniversário da Quinn, quando Puck (in)discretamente puxou o tapete no qual estavam sentados se pegando.
_ Ah, desculpa. - Santana ajeitou o cabelo e Sam puxou-a pela mão para irem cumprimentar Quinn.
O presente deles foi um colar com um pingente de esmeralda, uma das coisas mais lindas que já haviam visto.
_ Obrigada, aos dois. - Quinn piscou para Santana, e a morena ficou vermelha, puxando Sam pela mão para se sentarem.
_ Próximo… - Puck queria que todos fossem rápidos.
Kurt se posicionou no centro da sala, deixando somente um abajur ao seu lado aceso. Ele estava vestido como Pinóquio, e começou a cantar uma das mais belas canções da Disney.

When you wish upon a star

Makes no difference who you are

Anything your heart desires

Will come to you
If your heart is in your dream

No request is too extreme

When you wish upon a star

As dreamers do
Fate is kind

She brings to those who love

The sweet fulfillment of

Their secret longing
Like a bolt out of the blue

Fate steps in and sees you through

When you wish upon a star

Your dreams come true


Essa música fez Quinn chorar muito, como um bebê. Ela abraçou o amigo, que chorava tanto quanto ela. Entregou para ela um Grilo Falante de pelúcia, deu um beijo na bochecha dela e se sentou. Lauren se levantou em seguida, vestida de Cinderela. A roupa havia ficado estranha nela, mas nada importava, todos estavam se divertindo lá. A garota segurava uma varinha com uma mas mãos e começou a cantar.

Salaga doola, menchicka boola, bibbidi bobbidi boo. 
Put 'em together and what have you got? 
Bibbidi bobbidi boo.
Salaga doola, menchicka boola, bibbidi bobbidi boo. 
It'll do magic, believe it or not. 
Bibbidi bobbidi boo.
Salaga doola means menchicka booleroo, 
but the thingabob that does the job is
bibbidi bobbidi boo.
Salaga doola, menchicka boola, bibbidi bobbidi boo. 
Put 'em together and what have you got? 
Bibbidi bobbidi, bibbidi bobbidi, bibbidi bobbidi boo.


Nunca ninguém tinha ouvido a voz de Lauren, e podia não ser a melhor voz do mundo, mas ela não desafinou e divertiu a todos. Quinn agradeceu a presença da garota com um abraço, e recebeu uma sandália de salto prata, maravilhosa. Abraçou de novo Lauren, que voltou a se sentar. Puck já empurrava Mercedes e Anthony para frente, para começarem logo. Descobriram que Anthony era um bom dançarino, e os dois realizavam alguns passos enquanto a garota soltava a voz.

In the southland, there's a city

Way down on the river

Where the women are very pretty

And all the men deliver
They've got music, it's always playin'

Starts in the daytime, goes on through the night

When you hear that music playin'

Hear what I'm sayin', it makes you feel alright

Grab somebody, come on down

Bring your paintbrush, we're paintin' the town

There's some sweetness goin' round,

Catch it down in New Orleans
They've got magic, good and bad

Makes you happy or make you real sad

Get everything you want or lose what you had

Down here in New Orleans
Hey partner, don't be shy

Come on down, give us a try

You want to do some livin' before you die?

Do it down in New Orleans
Stately homes and mansions,

Sugar barons and the cotton kings

Rich people, poor people, they all got dreams

And dreams do come true in New Orleans


Quinn sorria ao ver a amiga feliz com o namorado, dançando e cantando. Quando terminaram, deram um abraço forte na aniversariante e Mercedes entregou o presente:
_ Eu não tinha achado nada melhor, então…
_ Amei! Eu simplesmente amei… - ela abriu o embrulho, e dentro dele estava um vestido tomara-que-caia verde, com alguns detalhes brilhantes. Deveria ficar uns dois palmos acima do joelho, e era realmente lindo.
Mercedes deu um beijo estalado na bochecha de Quinn, que não parava de chorar por nada. Então, Rachel e Finn pediram a permissão para começar. Eles iriam dançar uma valsa, algo assim, a aniversariante imaginava. Afinal eles estavam em posição para começar. Rachel estava deslumbrante no vestido amarelo, tinha ficado perfeito nela, e Finn havia se produzido todo e estava um ótimo príncipe.

Tale as old as time

True as it can be

Barely even friends

That somebody bends

Unexpectedly
Just a little change

Small, to say the least

Both a little scared

Neither one prepared

Beauty and the Beast
Ever just the same

Ever a surprise

Ever as before

Never just that sure

As the sun will rise
Ever just the same

Ever a surprise

Ever as before

Ever just that sure

As the sun will rise
Tale as old as time

Tune as old as song

Bittersweet and strange

Finding you can change

Learning you were wrong
Certain as the sun

Rising in the east

Tale as old as time

Song as old as rhyme

Beauty and the beast
Tale as old as time

Song as old as rhyme

Beauty and the Beast


_ Ai, vocês todos escolheram o dia pra me fazer chorar, né! - Quinn não escondia as lágrimas, que eram inacabáveis. - É só meu aniversário, não precisava de tudo isso!
_ É claro que precisava! - Rachel deu um forte abraço na garota e sorria. - Você merece, todo mundo te ama aqui.
_ Isso mesmo, a gente queria fazer algo diferente pra você. - Finn abraçou a aniversariante e entregou um pacote para ela. - Esse é o nosso presente.
Ela abriu, e dentro dele havia uma rosa vermelha linda, um espelho ornamentado e um livro.
_ Obrigada! - abraçou Finn e Rachel, que logo se afastaram.
Puck se aproximou, fez um cumprimento formal.
_ Senhorita.
Ela deu a mão para ele, se levantou. Não sabia o que ia acontecer, não esperava isso. Ele se posicionou para dançar com ela, assim como Finn e Rachel estavam anteriormente. Kurt soltou a música.
_ Você conhece essa, né Quinny? - o namorado sorria, olhando para ela.
_ Sim, conheço. - a garota chorava mais ainda de emoção.
_ Então cante.

Quinn: I know you!
I walked with you once upon a dream
I know you
The gleam in your eyes is so familiar a gleam
Yet, I know it’s true that visions are seldom all they seem
But If I know you, I know what you’ll do
You’ll love me at once
The way you did once upon a dream
But If I know you, I know what you’ll do
You’ll love me at once

Juntos: The way you did
Puck: Once upon a dream
I know you!
I walked with you once upon a dream
I know you
The gleam in your eyes is so familiar a gleam…


Eles terminaram de cantar e ela apoiou a cabeça no ombro de Puck, chorando. Mercedes apareceu com Beth no colo, e entregou-a para Quinn. Agora estavam os três juntos, ali. E era o que importava para eles.
_ Agora acabou o drama, gente! - Kurt começou a falar. - Vamos animar isso aqui!
Ele colocou umas músicas mais animadas para pararem de chorar, e a estratégia funcionou. Após isso, cantaram o "Parabéns pra você", comeram o bolo e aproveitaram o fim da festa.
_ E não pense que eu esqueci do nosso jantar no Breadstix, que ganhamos na competição de mash-up e dueto… - Puck cochichou na orelha de Quinn, antes da garota cair no sono.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.twitter.com/DivaQuinn
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [Fanfic] Quick   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Fanfic] Quick
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Ideia para uma fanfic of Tsukihime/Melty Blood crossover com O Maskara
» TimeFall - Quick Escape: Bar
» Timefall - Quick Escape - Cellar
» [Fanfic] The Wrath of Kiro
» [FanFic] Star Wars: Hedgehog legend

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Gleek Out Fórum :: Fics :: Fanfictions-
Ir para: